Construa e Vivencie o seu Futuro, Agora

Um dos assuntos mais intrigantes que eu gosto de falar é sobre futurologia. Por um simples motivo, junte 10 pessoas em uma sala e estatisticamente as 10 estarão erradas. Olhe os filmes antigos quando projetavam o futuro. 2017 seria uma sociedade pós-apocalíptica, ou então carros voariam. Seja lá qual fosse a versão de futuro, uma coisa era certa, andaríamos de capacetes, vestindo roupas de papel alumínio.

Essa distorção entre o imaginado e a realidade acontece, pois a forma como vemos o futuro é fadada ao erro. Vamos a um teste de futurologia?

Imagine você, daqui a 5, 10, 15 anos… Onde você estará, fazendo o que, com quem, trabalho, família… Pense um pouco sobre isso.

Ao fazermos exercício, é normal que as pessoas comecem a fazer previsões de suas vidas.

Ao fazermos previsões, estamos nos colocando como meros observadores de nossa existência, não temos elos sentimentais nenhum, estamos apenas assistindo, sem interferir. Eu admito que esse seja um exercício interessante, mas para outras circunstâncias. Jamais para construir nosso futuro. Para isso, não queremos distanciamento, queremos proximidade, criações de elos fortes entre presente e o futuro.

Esqueça as previsões. O que precisamos é rever e reforçar as crenças que nos impulsionam. Saímos de uma era na qual a regra era ver para crer, e entramos em uma era onde precisamos crer, acreditar, para aí sim, termos o mérito de ver.

Sei que vivemos em um mundo um tanto caótico, não tapemos nossos olhos para as barbáries que acontecem. Mas quando eu vejo que um mentorando, um coachee meu encontrou seu propósito e está empreendendo em sua missão de vida; percebo que startups para o bem estão sendo criadas, organizações que alinham lucro à criação de soluções e melhoria de qualidade de vida das pessoas. Eu vejo que a era Pós-Digital já começou. E então de certo modo, em algum plano eu consigo sim, acessar minha versão de futuro, um futuro onde empreendedores diminuem seus egos, fazem o bem ao próximo e se perpetuam no mercado, pois esses construíram o tipo de empresa que queremos e precisamos nos relacionar no mercado.

Assim como eu consigo acessar meu futuro, eu quero que você, ao fazer seu exercício de futurologia, não se distancie do seu “eu”, mas se aproxime, sinta sua respiração, seja honesto consigo próprio e descubra qual a sua melhor versão, a versão em que a sua autorrealização encontre o bem da sua comunidade e as recompensas financeiras virão, não depois de uma batalha, mas sim, naturalmente, depois de um dia de compartilhamentos. E quando isso acontecer esqueça as roupas de papel alumínio, você já terá acessado o seu futuro. Desfrute-o, mude-o e melhore sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *